Vulcão em Bali obriga à evacuação de 100 mil pessoas

O vulcão do Monte Agung, na ilha indonésia de Bali, entrou em erupção no sábado. Cerca de 100 mil pessoas que vivem num raio de dez quilómetros foram evacuadas. 

O vulcão do Monte Agung, na ilha de Bali na Indonésia, voltou a acordar no passado sábado. O centro indonésio de vulcanologia e prevenção de catástrofes emitiu um alerta de nível 4, e ordenou a evacuação de 100 mil pessoas que vivem num raio de 10 quilómetros.

O aeroporto internacional de Ngurah Rai, o principal de Bali, foi encerrado 24 horas devido às cinzas vulcânicas, que já atingiram os 9.100 metros de altitude. Cerca de 60 mil passageiros que ficaram retidos na ilha estão a ser transportados de ferry boatpara a ilha de Java.

O aeroporto internacional da ilha de Lombok, a leste de Bali, também foi temporariamente encerrado.

“A erupção vulcânica passou para uma fase de erupção magmática mais severa, onde a lava altamente viscosa aumenta os gases sob pressão, o que pode provocar uma explosão, afirmou Mark Tingay, da Australian School of Petroleum da Universidade de Adelaide.

“As autoridades locais são muito experientes na gestão de erupções vulcânicas e têm a situação bem controlada”, acrescentou o geólogo.

A última vez que o Agung entrou em erupção foi em 1963, tendo provocado mais de 1700 mortos nas aldeias das encostas da montanha.
Destino turístico ofuscado pelas cinzas
A ilha de Bali é um popular destino turístico que todos os anos recebe mais de um milhão de visitantes, na sua maioria australianos e chineses.

Apesar do vulcão do Monte Agung ter entrado em erupção, o ambiente é de grande calma entre os turistas, embora seja visível uma enorme nuvem de fumo no sul da ilha.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores

%d blogueiros gostam disto: