Silvio Santos diz por que demitiu em massa no SBT: ‘Era isso ou fechar a empresa’

Em festa de fim de ano da emissora, apresentador disse que já passou o veículo de comunicação para as filhas

De surpresa, Silvio Santos esteve na festa de fim de ano do SBT, realizada no pátio do Complexo Anhanguera na sede da emissora em São Paulo, na tarde desta sexta-feira (15). O apresentador fez um discurso de cerca de 15 minutos, ao lado de Patrícia Abravanel. Silvio fez uma breve análise sobre o ano de 2017 na emissora e no cenário político e econômico brasileiro. Ele ainda disse que “não quer mandar ninguém embora”, em referência às mais de 150 demissões feitas em novembro.
“Eu só tenho colocado dinheiro nesses dois anos, porque nesse período as empresas só têm dado maus resultados. Se eu falar que as empresas perderam R$ 400 milhões, vocês vão achar que eu estou querendo provocar alarde. Mas são as informações que eu recebo. Ano passado e esse ano foram anos muitos ruins. E, por essa razão, os meus diretores  me disseram que teríamos que fazer dispensas. E não é com alegria. Mas eles alegam que se não fizermos os cortes não vamos economizar essa importância. E se não economizarmos, nós vamos ter que fechar a empresa. Então é preferível sacrificar 50, 100 ou 150 pessoas do que sacrificar essa multidão que está aqui”, justificou ele.
O dono do SBT disse que já deixou as empresas nas mãos das filhas: “Antes de dar adeus a todos vocês, eu já coloquei todas as empresas nas mãos das filhas”, contou. Por fim, Patrícia Abravanel encerrou a participação de Silvio Santos com uma oração. “Vamos abrir uma igreja no SBT e, assim como na Record, colocar a Patrícia em um programa”, brincou.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores

%d blogueiros gostam disto: