A americana Sarah Illing e seu marido, Evan Carroll, estavam aproveitando a lua de mel nas Bahamas quando um incidente gerou uma reviravolta na viagem. De acordo com o portal The Sun , o casal estava mergulhando no mar do Caribe quando um tubarão atacou a mulher e mordeu seu braço.

Leia Mais: Netos de Edir Macedo negam rapto pela Igreja Universal

A moradora de Charleston, no estado americano da Carolina do Norte, declarou que não percebeu a aproximação do tubarão enquanto nadava. “Eu senti alguma coisa se mexendo na água, algo encostou no meu braço e eu achei que fosse o meu marido pregando uma peça em mim”, explicou.

Carroll estava filmando o mergulho da esposa e, sem querer, flagrou todo o ataque, que mais tarde foi publicado no Instagram da própria Illing. “Vejam só a surpresa mordida de uma espécie rara e não se esqueçam de aumentar o volume para ouvir o crunchhhhh”, diz a legenda. Assista às imagens chocantes:

Ela ficou com muitos machucados ao longo do braço e imaginou que precisaria de alguns pontos, porém, não desenvolveu nenhuma infecção e os ferimentos estão quase completamente curados.

Para além do grande susto, a americana ficou muito feliz de seu marido ter gravado todos os momentos. “Ninguém teria acreditado na história [sem o vídeo]”, explicou ao mesmo portal britânico.

Tubarões-enfermeiros

Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o peixe responsável pelo ataque pertence à espécie  Ginglymostoma cirratum , cujos animais são conhecidos como tubarões-enfermeiros ou tubarões-lixas. Eles são um dos mais populares de todo o mundo e podem ser encontrados ao longo da costa do Brasil.

Leia Mais: Fux rejeita ação que contesta auxílio-moradia para magistrados; benefício já custou R$ 4,5 bilhões

Por mais que ele possa chegar aos 4,3 metros de comprimento e tenha dentes pequenos e ameaçadores, o tubarão é considero inofensivo ao homem, sendo o ataque de Illing algo muito raro de ser registrado.